terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Porque aderi ao low-poo

   No dia 11 de novembro, decidi aderir ao Low-Poo. Pra quem não conhece, é uma maneira de usar shampoos que sejam livres de sulfato e usados com menos frequencia e cremes e condicionadores que não tenham silicones e derivados de petróleo.
   Hanram, e por que? Porque a maioria dos silicones não são solúveis em água e os derivados de petróleo não são de jeito nenhum, para removê-los é necessário usar o sulfato que é péssimo para os cabelos pois resseca muito, imaginem então, o mal que faz ao cabelo cacheado que já é ressecado por natureza já que não recebe a oleosidade natural produzida no couro cabeludo?
   Além disso, o cabelo cacheado tem as escamas mais abertas e é poroso, justamente pela falta da oleosidade natural. Daí, a gente passa um monte de produto cheio de silicones e petrolatos, o cabelo por ser poroso e com escamas abertas, absorve tudo o que passamos nele, ou seja, vai absorver silicones e petrolados. Pra tirar isso, precisamos do sulfato que resseca. Vira um ciclo sem fim.
   Tá, mas se isso tudo faz mal, por que o cabelo fica bonito, já que quase todos os produtos que usamos tem essas substâncias que não legais?  Porque essas substâncias agem como uma maquiagem, mas "encapam" o fio, não deixando algumas substâncias e nutrientes entrarem no fio. O brilho e outros benefícios que vemos é devido ao silicone e as outras coisas "proibidas", mas como uma maquiagem, é só beleza exterior mesmo.
   Enfim, aderi a rotina low-poo e to gostando do resultado. Meus cachos ficam menores, mais bem definidos e com volume, tudo que eu queria que meu cabelo tivesse! No início é difícil porque o cabelo precisa se "desintoxicar" das substancias que ele estava acostumado. A gente olha no espelho e pensa que não vai dar certo, que o cabelo vai virar um fuá no primeiro vento e na verdade, nos primeiros dias isso acontece. Mas depois de mais ou menos um mês fica muito bom. Bom, pra mim vale a pena e se tem alguém com dúvida, digo que vale a pena pelo menos tentar.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Dia da Consciência Negra e algumas ponderações

   Dia 20 de Novembro, dia da Consciência Negra que teoricamente é dedicado a reflexão sobre inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por ser o dia da morte de Zumbi dos Palmares. Mas eu particularmente acho isso tudo meio estranho e retórico demais. Não sou racista nem preconceituosa, longe disso, tenho cabelo crespo e na minha família tem vários negros. Talvez a data seja mesmo importante, talvez existam pessoas que realmente reflitam sobre tudo o que os negros passaram e ainda passam.
   O racismo e o preconceito ainda existem e talvez vai ser assim por um tempo ainda. Os negros ainda ganham menos de acordo com as pesquisas, ainda ocupam cargos de menor importancia nas empresas, ainda, exercem profissões menos afamadas. E tem uma outra coisa que eu sou contra: cotas nas universidades. Acho que uma pessoa deve entrar numa faculdade de acordo com sua capacidade, tem que ser por mérito e não pela cor. É como se pensassem "ele é negro, temos que criar cotas ou não conseguirão entrar numa faculdade" Posso estar errada, mas é a minha opinião e na minha opinião cotas de faculdade são uma demonstração de racismo.
   E vejo também que existem negros racistas. E quem ler isso, não precisa pensar que essas coisas só podem ser ideia de gente branca porque não é, eu não sou branca. Então, vejo negros racistas também, que acham que são melhores que outras raças, principalmente a branca, negros que só se relacionam com negros, que acham que são superiores.
   Enfim, o racismo não é devido a cor, é devido a criação, ao meio em que a pessoa vive, as influencias que recebe, ao estudo ou falta dele. Realmente os negros foram as maiores vítimas, mas acho que enquanto as pessoas se preocuparem tanto em evidenciar as diferenças de cor entre as pessoas vai existir racismo. Uma pessoa que não é racista, para mim, é aquela que trata todo mundo da mesma maneira, independente de cor.

sábado, 17 de novembro de 2012

Cachos e cachinhos

  Eu tenho o cabelo o cacheado, mas há uns 4 anos tenho usado só de escova + chapinha. Agora, resolvi voltar a usar cacheado pra ver se me acostumo e também, ando vendo taaanta menina de cabelo cacheado e algumas tão estilosas que acabou dando mais vontade ainda.
  O fato é que após - meses usando cacheado eu me sinto muito mais eu, vejo que combina mais comigo, me sinto mais bonita, mais segura, acho que meu cabelo chama mais atenção assim porque eu acabo ficando diferente do monte de meninas de cabelo liso seja natural ou com química ou escova e chapinha. Acho engraçado quando eu tentava usar o cabelo natural e achava que não combinava comigo.Que absurdo né, é o meu cabelo, o cabelo que eu nasci, claro q combina!
   Eu já fiz 2 escovas progressivas, fiz relaxamento, além dos anos todos usando escova e chapinha, por isso meus cachos não são mais como eram antes. Mas estou gostando de como estão e torcendo para voltarem ao que eram antes.
   O problema que muitas meninas cacheadas encontram é que não sabem bem como lidar com o cabelo, como deixar definido, como lidar com o volume e acabam deixando liso que é sim bem mais fácil de cuidar. O cabelo cacheado exige mais tempo, mais dedicação, mais hidratação, mais cuidados mas também é um cabelo muito lindo que nos diferencia da multidão lisa e que chama a atenção de um jeito bom.
   Outra coisa muito errada que acontece é que a mídia acabou colocando na cabeça das pessoas que o cabelo cacheado e crespo não são bonitos, não são atraentes e isso não é verdade. A mulher pode ser linda com o cabelo do jeitinho que ele é. O cabelo faz parte do que nós somos e eu não tenho nada contra quem quer seguir a ditadura do cabelo liso que é bonito até porque eu era assim. Mas amo meus cabelos naturais hoje e admiro todas as meninas que usam o cabelo como ele é e o amam assim também.
   O texto ficou longo, eu sei e eu ainda poderia falar muito mais sobre a bandeira cacheada que eu agora levanto com orgulho! Mas, vou deixar aqui, um vídeo de uma menina que acabou me inspirando sem nem saber a usar meus cabelos de novo eu indico a assistirem todos os vídeos dela quem também assume e ama seus cabelos ou está com vontade de voltar a origem e não sabe bem como:

Ela tem vários outros vídeos no youtube e pra quem quer voltar a usar o cabelo natural, os vídeos dela são ótimos incentivos.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Poema da Curva - Oscar Niemeyer



"Não é o ângulo reto que me atrai.
Nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem.
O que me atrai é a linha curva livre e sensual.
A curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso de seus rios,
nas ondas das mornas nuvens do céu, na curva da mulher preferida.
De curvas é feito todo o universo.
O universo curvo de Einstein."

   Se até Oscar Nimeyer, um dos maiores arquitetos da modernidade era encantado pelas curvas, imagine se eu não seria? Mas no meu caso, é pela curva dos cabelos.



sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Amanhecer Parte II

  Tá, todo mundo já sabe e já viu os vídeos que tem por aí falando de Amanhecer- parte II. Acontece que eu sinto até um frio na barriga quando eu vejo algum novo e mais ainda de pensar que faltam só 14 diaaaaaas para o lançamento do último filme da saga.
  Para quem não viu ainda(será que alguém não viu?), o trailer:



Chega logo dia 16!!!! Ansiosa!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Converse e Oscar Niemeyer

   No dia 23 de Outubro, a Converse All Star lançou em lojas exclusivas de todo o Brasil uma coleção inspirada na obra de Oscar Niemeyer, arquiteto brasileiro de renome mundial. A coleção terá cinco modelos que apresentarão referências as curvas e ao ponto de vista criativo de Niemeyer.
  Os preços variam entre R$ 170,00 e R$ 270,00. Serão unissex e a numeração vai do 33 ao 44.

Vamos aos modelos:
Chuck Taylor All Star HI com impressão do famoso poema escrito pelo arquiteto



Chuck Taylor All Star Oxford



Chuck Taylor Chukka Boot




Skidgrip Slip-on


E o meu preferido, Jack Purcell



Agora, é só procurar pra ter o meu!